Visite os Monumentos Megalíticos de Alcalar no próximo sábado

A acção performativa Cozinhando na Paisagem realiza-se nos Monumentos Megalíticos de Alcalar já no próximo sábado (ver aqui).

A acção integra-se nas comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (ver programa aqui), num programa que convida o público a passar em Alcalar em “Uma Tarde na Pré-História” e participar em mais esta recriação única, na qual os visitantes descobrirão e praticarão algumas das atividades que faziam parte do quotidiano daquele povoado há cinco mil anos atrás.

Ficam aqui mais algumas informações que nos ajudam a compreender os Monumentos Magalíticos de Alcalar.
Alcalar

Monumentos Megalíticos de Alcalar
Neolítico final / Calcolítico (3200-1200 a.C.)

Monumento Nacional (Decreto de 16 de Junho de 1910)

Os túmulos megalíticos de Alcalar são antigos templos funerários que foram edificados e usados por várias gerações, ao longo de vários séculos, no 3.º milénio anterior ao início da era cristã. O conjunto, com os túmulos organizados em diversos agrupamentos, constitui uma necrópole situada na proximidade imediata de um antigo aglomerado habitacional, cujas ruínas se estendem por uma superfície de cerca de 20 hectares. Descobertos e explorados desde os finais do século XIX, os monumentos estão classificados como Monumento Nacional. Uma parte dos túmulos encontra-se aberta ao público visitante e dispõe de um Centro Interpretativo. Desde 24 de março de 2012, a gestão deste equipamento cultural é assegurada conjuntamente pela Direção Regional de Cultura do Algarve e pelo Museu de Portimão, entidades que ali desenvolvem atividades de extensão e promoção cultural e turística e projetos de investigação.

Os monumentos do agrupamento tumular oriental da necrópole megalítica estão musealizados e podem visitar-se. Os monumentos do agrupamento tumular central situam-se em terrenos públicos e são também acessíveis aos visitantes. O povoado calcolítico e os restantes monumentos situam-se em propriedades particulares, com acesso condicionado à prévia autorização dos respectivos proprietários. O Centro de Interpretação, instalado no ano 2000 para apoio aos visitantes, veio criar infra-estruturas imprescindíveis à explicação e interpretação dos sítios visitáveis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.