Castelo de Salir recebeu o Cozinhando na Paisagem

Salir: do alto da colina se via toda a paisagem em volta. Assim se compreende com os olhos e no local como teriam pensado os nossos antepassados quando encontraram este lugar estratégico para defesa militar. E quando se diz antepassados, claro que engloba tanto o lado árabe como o lado cristão. E assume-se que tanto na língua como na cultura essa influência continua viva – aqui gastronomicamente falando – a herança é sensível ao palato: a introdução dos citrinos na dieta alimentar – limão e laranja – tanto no consumo directo como na confecção das refeições. Depois há as amêndoas, os figos e as tâmaras. Tudo adoçado pelo clima quente e soalheiro do Algarve, onde o tempo e o sol são cúmplices no apurar dos sabores e texturas. Assim foi também no menu desta acção em Salir:
Frango frito com molho apurado de laranja e manjericão fresco
Arroz de perdiz com tâmaras, coentros e casca de limão em refogado de cenouras, lentilhas e cebola
Guisado de Garoupa com courgetes em leite de cabra, com lentilhas e limão
A audiência participou com questões, tanto a presente no local como os que seguiam online, através da transmissão em directo na página www.palato.org. Pontualmente as arqueólogas do Museu Municipal de Loulé iam fazendo as suas apreciações históricas e culturais e respondendo a questões enquanto ajudavam na confecção do menu – após terem realizado uma visita guiada ao local.
De realçar também a presença de produtores locais com produtos de artesanato, agricultura e plantas aromáticas e decorativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.