Alfarrábio

ALFARRÁBIO reflete os artigos publicados na secção Alfarrábio da RIZOMA LAB e que se relacionem com Gastronomia e Património. Um espaço transversal a todos os sites, dedicado à publicação de textos científicos, crítica, e reflexão, organizados em diferentes categorias, como por exemplo: Gastronomia, Património, Teatro, Educação, Arquitectura, Botânica, Gestão Cultural, etc.


Inovação das Tradições Alimentares

Neste documento relata-se a forma como se inovaram algumas tradições alimentares, experimentando a diversificação das suas formas de preparação culinária. Para tal, partiu-se dos conhecimentos, dos recursos e das estruturas existentes, para valorizar os três produtos experimentados. Ensina-se a fazer “pisos, pestos e pastas”…

Continue reading

A sopa em Portugal e as sopas de plantas silvestres alimentares

Parece não existirem dúvidas sobre a grande actualidade da reflexão em torno dos modos alimentares que incitem à frugalidade e à inovação das tradições. Neste sentido, a sopa enquanto prato emblemático que tem acompanhado a evolução das práticas alimentares dos portugueses e enquanto fonte de conhecimentos nutricionais empíricos, tem sido objecto de interesse crescente dos estudiosos nesta matéria…

Continue reading

“O Sal da Vida” (1.º episódio) – a Salicultura pré-romana

Além das suas particularidades vitais, condimentares e conservantes, o sal é indispensável em actividades como a produção de queijo e o curtimento de peles, sendo também utilizado como supletivo na engorda do gado, como complemento na farmacopeia e tratamento na medicina tradicional. Acrescente-se, ainda, o seu “poder espiritual e ritual”, documentado em diversas culturas e religiões como elemento purgatório.

Continue reading

Frutos e folhas nos licores e aguardentes de medronho no Algarve

O medronheiro (Arbutus unedo L.) é um arbusto ou pequena árvore que poderá atingir os cinco metros de altura, de folhas persistentes, que floresce a partir de Outubro, com flor rosada e cujo fruto é o medronho, uma baga de cor verde e amarelada que ao amadurecendo escurece para vermelho escuro – “o medronheiro é uma árvore agreste, que se dá nas zonas mais agrestes, que é onde ela se dá melhor. Temos tentado fazer plantações, mas não são iguais. Ela nasceu para ser uma árvore mesmo selvagem”.

Continue reading